domingo, 17 de fevereiro de 2013

o teu silêncio me agride


Na realidade não tenho o que falar
Que não seja melancólico e dolorido
Bonito e com um final triste

Ainda tem essa falta, esse espaço
Vazio, sobrando, me machucando
Algo que você escolheu por ser assim

E me agride, será que não vê?
Será que não sente saudades de mim?
Será que é errado eu ainda pensar sobre tudo isso?

A pendência não deveria fazer mais parte
Dos meus poemas, que ainda são destinados
À você.

Um comentário:

  1. A gente nunca vê que a pessoa já não vê mais.
    Siga em frente, guria!

    ResponderExcluir

Assine também!