domingo, 31 de julho de 2011

tchau...

(...)
Penso tanto em você, em nós, em como éramos. E só me resta isto, recordações de um passado nem tão distante. Mas que já foi. Hoje não nos falamos, mal nos cumprimentamos, talvez nem nos conhecemos... É triste, mas é a realidade. Parei de me agarrar ao passado para crer que o presente ia ser diferente. Parei de criar motivos pra continuar lutando por você. Te desejo sempre tudo o que há de bom. Mas as pessoas se cansam de viver sentimentos que sabem que nunca serão delas. Só cansei. Boa sorte com tudo na sua vida... Vou viver a minha, mas você ainda vai estar vivendo dentro de mim.

Isadora Peres

13 comentários:

  1. sinto tanto isso.. bah. belo texto (:

    ResponderExcluir
  2. O amor tem dessas coisas. E quando tudo sessa vem a nós o gosto amargo de não ter mais aquela vida na nossa.
    "Triste é morrer de amor."

    Flores!

    ResponderExcluir
  3. Lindo.
    Mais sabe, o amor é assim, tem o lado bom e ruim e você sempre quer descobrir o lado bom e fingir que o ruim não existe, mais ele existe e machuca.
    http://senhoritaliberdade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Tem vezes que é melhor assim. Um adeus triste, porém decidido.
    :*

    ResponderExcluir
  5. Texto perfeito para meu dia........perfeito mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Gregory Vincent Oliveira2 de agosto de 2011 18:23

    Ola Isa. Hoje vou deixar aqui um texto de Neil Gaiman em Sandman sobre o "amor" que tanto falam rsrsr. Até mais ^^.

    "Você já amou? É horrível, não? Você fica tão vulnerável. O amor abre o seu peito e abre o seu coração e isso significa que qualquer um pode entrar em você e bagunçar tudo. Você ergue todas essas defesas. Constrói essa armadura inteira, durante anos, para que nada possa lhe causar mal. Aí uma pessoa idiota, igualzinha a qualquer outro idiota, entra em sua vida. Você dá a essa pessoa um pedaço seu, e ela nem pediu. Um dia, ela faz alguma coisa besta como beijar você ou sorrir, e de repente sua vida não lhe pertence mais. O amor faz reféns. Ele entra em você. Devora tudo que é seu e lhe deixa chorando na escuridão. E então uma simples frase como 'talvez devêssemos ser apenas amigos' se transforma em estilhaços de vidro rasgando seu coração. Isso dói. Não só na sua imaginação ou mente. É uma dor na alma, uma dor no corpo, é uma verdadeira dor-que-entra-em-você-e-o-destroça-por-dentro. Nada deveria ser assim, principalmente o amor.

    Odeio o amor".

    ResponderExcluir
  7. Eu também disse "tchau", mas permaneci hipnotizado por ele, retido no espaço infimo entre o seu "não" e o meu amor límpido-ígneo.

    :/

    ResponderExcluir
  8. Awm, muito obrigada gente! Peço desculpas pela demora para agredecer todos vocês! E Gregory, adorei o texto!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Isso também passará. Amor morre de fome e murcha. Brotam outros no lugar, apenas deixe o solo fértil.

    ResponderExcluir
  10. Triste. :/ Mas as vezes, um novo começo, se inicia com um adeus.

    ResponderExcluir

Assine também!