quarta-feira, 22 de junho de 2011

sabor indefinido

Tô aqui no escuro
Me perguntando
Qual é o gosto
Dessa sensação
E com um medo danado
Que seja emoção.

Isadora Peres

12 comentários:

  1. até quando é simples dá gosto de ler.

    ResponderExcluir
  2. Está me devorando, viu Celo. Está me devorando...

    Awm, obrigada Bell! Saudades.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Gregory Vincent Oliveira22 de junho de 2011 22:49

    Muito Bom.
    Sucinto e direto ^^

    Parabens Isadora!!!

    ResponderExcluir
  4. deixa ser emoção. é um gosto e tanto!
    ;*

    ResponderExcluir
  5. Certas vezes nossos sentimentos se confundem, embaralham-se uns nos outros, deixando-nos completamente de cabelo em pé. Então bate o medo e o receio de saber se o que sentimos é a mesma coisa que pensamos sentir. Um pedaço de carinho pode estar confundindo a metade da paixão, fazendo o coração achar que é amor.

    Isaaaaaaaaa, saudades flor *-*

    ResponderExcluir
  6. garanto que o gosto é maravilhoso... *-*

    ResponderExcluir
  7. O amor é envolvido por emoção.
    Gosto muito bom. ^^

    Flores!

    ResponderExcluir
  8. Obrigada Gregory! Mas, poxa, cadê seu perfil para que eu possa achar o seu blog hein? haha. Tá me devendo essa! :)
    Laaaura, saudades menina! E muito obrigada.
    E podem ter certeza, Lu, Indy e Bru: o gosto é mesmo muito bom... Só não precisa me consumir tanto né não? haha.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ah guria, como eu adoro seus poeminhas! Coisa mais mimosa! *-*

    P.S.: Sabe que meu nome é Isabel, né? No meu curso de inglês, minha professora começou a me chamar de Isa... rsrs Lembrei de você na hora. ^^

    ResponderExcluir
  10. Ahhhh que fofa voce, Bell! Se lembrando de mim por aí! *-* hahaha.

    Beijos!

    ResponderExcluir

Assine também!